Financiamento de Motos – Como Funciona

Se livrar do transporte público e ter conveniência para se locomover é o sonho de muitos brasileiros. Comprar uma moto muitas vezes é a porta de entrada para essa independência. Nesse caso, realizar um financiamento de motos pode ser a opção ideal para que o seu sonho se torne realidade.

Mas antes de pensar em financiar uma moto, é importante que você entenda como funciona esse processo. Para realizar qualquer tipo de financiamento, o controle financeiro é essencial. 

Devido ao pagamento de juros e da divisão do valor em parcelas, inadimplência pode implicar em aumento significativo nos juros e geração de multas ou, em casos mais severos, até mesmo na perda do bem adquirido.

Continue lendo este artigo para compreender como funciona o processo de financiamento e como realizar o seu.

Como funciona o financiamento de motos?

Primeiramente, é realizada uma análise de crédito pelo banco ou empresa em que você pretende adquirir o financiamento.

Caso você já saiba como funcionam os financiamentos em geral, irá perceber que o de moto não é diferente. Ele também serve como um tipo de empréstimo, mais conhecido como Crédito Direto ao Consumidor (CDC).

Depois da análise do crédito, para conseguir financiar uma moto, será necessário que alguma instituição financeira aprove o seu perfil e compre o bem no seu nome. Após a compra, você deverá pagar ao banco as parcelas pré-acordadas referentes ao valor da motocicleta.

Ou seja, o número de parcelas e o valor pago em cada uma delas irão variar, dependendo do banco escolhido. Neste momento, é importante que você faça uma pesquisa para optar por aquele que oferece as menores taxas de juros, pois assim você gasta menos.

O que eu preciso para conseguir um financiamento de motos?

Ainda não sabe como garantir sua moto na garagem? Fique atento ao nosso passo a passo para solicitar um financiamento:

Planejamento financeiro

Dificilmente um banco irá aprovar o financiamento se notar que o cliente não oferece condições para realizar o pagamento das parcelas na sequência. Por isso, tenha um planejamento financeiro pensando a longo prazo para que você seja aprovado na análise.

Escolha a instituição financeira

Há muitas opções para quem está procurando por uma instituição financeira para o financiamento. No entanto, fique atento aos valores cobrados nas taxas de juros e em todas as condições oferecidas. E sempre opte pelo banco que te oferecer a melhor proposta.

Tenha um dinheiro para entrada

Pagar uma quantia de entrada no momento do financiamento irá poupar diversas parcelas. Tenha em mente que quanto maior for o valor da entrada, menor será o número de parcelas e os juros cobrados pelo banco.

Leve todos os documentos

Quando for o momento de assinar o contrato do financiamento, alguns documentos são exigidos por todos os bancos. São eles:

  • RG;
  • CPF;
  • comprovantes de residência,
  • comprovante de renda – algum holerite (contra-cheque), extrato bancário e até declaração de Imposto de Renda.

Mantenha o nome limpo

Não adianta seguir todo o passo a passo anterior sobre financiar uma moto, se no final das contas o seu nome estiver no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou Serasa. Por isso, para que o banco faça a liberação do crédito, esteja com o nome limpo na praça.

Então, se você estiver inadimplente, procure resolver essa situação antes de comprar a sua moto. Comece pesquisando o seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SPC.

O que é a análise de crédito?

Como já mencionamos, você irá precisar passar por uma análise de crédito. Essa análise é feita para que seja avaliado se você possui ou não condições financeiras de realizar o pagamento do valor que está solicitando. 

Isso significa que, para aqueles que estão com o nome sujo ou que não possuem renda suficiente para pagar as mensalidades, as chances de ter o financiamento aprovado são mínimas.

Ok, e o que acontece depois de ter o crédito aprovado? Nesse caso, será realizada a liberação de crédito. Em resumo, o banco ou empresa em que você solicitou o financiamento paga a loja na qual você está comprando a moto, e as parcelas são pagas por você diretamente a esse banco ou empresa, até encerrar a dívida.

Por levar a moto no momento em que realiza a compra, os juros são cobrados sobre o valor solicitado. Portanto, quando for negociar o financiamento, é recomendável que você entenda bem e se informe sobre cada cada detalhe do contrato antes de fechar o negócio.

Vantagens do financiamento de motos

Ao contrário do consórcio, onde é necessário contar com a sorte para ser contemplado em sorteios, no financiamento de motos, o veículo pode ser retirado da concessionária em poucos dias se ocorrerem todas as aprovações por parte da instituição financeira escolhida.

Muitas vezes, a aprovação de crédito é imediata, fazendo com que a pessoa saia rapidamente com o bem material.

Além disso, o financiamento é uma excelente maneira para ajudar pessoas que têm dificuldades para economizar dinheiro. Isso porque a compra vai exigir uma organização do orçamento, visando o correto pagamento das mensalidades.

Nossa dica é que você honre religiosamente com as parcelas, sem aberturas para ficar inadimplente. Afinal, os juros podem ser um empecilho dessa modalidade, pois costumam ser bem mais altos do que outras linhas de crédito.

Taxas financiamento de motos

Taxas do financiamento variam de acordo com o valor solicitado e a instituição escolhida.

Supondo que você financiará por três anos uma moto no valor de R$ 10 mil, dando uma entrada de R$ 3 mil. Se você escolher a Caixa Econômica Federal, que tem taxa de juros a partir de 1,49% ao mês, pagará 36 parcelas de R$ 252,65 e um total de R$ 9.905,40.

Caso você possua um valor para dar de entrada, conseguirá negociar mais facilmente uma redução no valor dos juros e das parcelas. Quanto maior o valor de entrada, melhor será para você realizar a negociação.

Mas, caso precise do financiamento de 100% do valor, pedir essas reduções pode ser mais difícil. De qualquer forma, vale a pena tentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *